Quarta-Feira, 13 de Dezembro de 2017

10/7/2012 - Ribeirão Preto - SP

Secretaria da Saúde reforça cuidados para H1N1




da acessoria de imprensa da prefeitura de Ribeirão Preto

A Secretaria Municipal da Saúde de Ribeirão Preto está recomendando à população, principalmente aqueles que fazem tratamento para doenças crônicas (cardíacos, asmáticos, diabéticos, obesos), para que tomem a vacina H1N1 que está disponível em todas as Salas de Vacinas da rede municipal. “Este é um momento de investir na prevenção. O inverno é o clima propício para todos os tipos de vírus que causam gripe, por isso temos que nos prevenir”, afirmou o secretário da saúde Stenio Miranda.

A vacina está disponível para idosos com mais de 60 anos, crianças de 6 meses a 2 anos, gestantes e trabalhadores da saúde. Os pacientes crônicos devem apresentar um encaminhamento médico ou a receita de medicamento de uso contínuo para receber a vacina.

A rede municipal possui um Serviço de Sentinela, que funciona no Centro de Saúde Escola do Sumarezinho e que, desde 2009, quando foi registrado uma epidemia de gripe, vem registrando a presença do vírus no município de Ribeirão Preto.

Em 2009 a Divisão de Vigilância Epidemiológica da Secretaria da Saúde registrou 190 casos de gripe por H1N1, com três mortes. Em 2010 não foi registrado nenhum caso e em 2011, foi registrado um caso de morte.

Em 2012, a Divisão confirma três casos de mortes por H1N1. “Até o momento as mortes registradas são de pacientes crônicos, que já tratavam alguma doença e nenhum deles tinha tomado a vacina”, completa Maria Luiza da Silveira Santa Maria, diretora do Departamento de Vigilância em Saúde e Planejamento.

Precauções – Além de procurar a vacina nos postos de saúde, a Secretaria de Saúde recomenda algumas medidas preventivas básicas:

- manter as mãos sempre limpas, efetuando a limpeza com água e sabão e caso não disponível, álcool gel sempre que necessário;

- evitar aglomerações de pessoas, seja ambiente aberto ou fechado, como trens, ônibus, aviões e aeroportos, shows;
- evitar compartilhar objetos pessoais, como toalhas, lenços, talheres, copos, pratos etc.;

- não tossir ou espirrar na direção de outros, preferir o uso de lenços de papel que devem ser adequadamente descartados;

Sintomas – Os sintomas da gripe H1N1 são semelhantes aos causados pelos vírus de outras gripes. No entanto, requer cuidados especiais a pessoa que apresentar febre alta, acima de 38º, 39º, de início repentino, dor muscular, de cabeça, de garganta e nas articulações, irritação nos olhos, tosse, coriza, cansaço e inapetência. Em alguns casos, também podem ocorrer vômitos e diarréia. “Aqueles que apresentarem qualquer um desses sintomas devem procurar as unidades de saúde. Caso seja indicado pelo médico, as farmácias dispõem de antiviral para o tratamento”, completa o secretário.

Stenio Miranda ressaltou que não há motivos para pânico entre a população. “A situação está sob controle e não há risco de epidemia. Lamentamos as mortes ocorridas, mas ressaltamos que este número não foge à média de mortes por gripes diversas que ocorrem todos os anos”, finalizou.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Mais Ribeirão Preto.


Enviar esta notícia por email
Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2017, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.