Quinta-Feira, 18 de Abril de 2019

8/2/2019 - Ribeirão Preto - SP

Projeto de estruturação reorganiza atendimento em saúde pública de RP




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Ribeirão Preto

Modelo prioriza descentralização de responsabilidades, autonomia e confiabilidade; gerentes de unidades trabalham com indicadores de qualidade 

Desde o segundo semestre do ano passado, a Secretaria Municipal da Saúde colocou em execução na rede pública de saúde o projeto “Desafios para a Estruturação da Rede Municipal de Atenção Básica”, que tem como principal objetivo reorganizar os atendimentos, reduzir filas e otimizar o serviço oferecido à população.

O projeto, discutido ao longo de 2017, prioriza a descentralização de responsabilidades, autonomia e confiabilidade dos serviços de saúde. Os gerentes das unidades trabalham agora com indicadores, monitorando informações o tempo todo para poder, de forma bem gerenciada, oferecer lá a melhor saúde pública para a população da cidade.

O secretário municipal da Saúde, Sandro Scarpelini, explica que são feitas reuniões semanais para que os gerentes de todas as unidades de saúde de Ribeirão Preto apresentem os respectivos relatórios. É o momento de discutir as falhas, direcionar soluções e avaliar os resultados que já são satisfatórios.

“Todos os gerentes participam do estudo desde 2017. Apresentam dados consolidados, debatem, discutem soluções e desde o ano passado, na sua aplicação, já apresentam melhora significativa na atenção básica, mas é um trabalho de médio prazo”, explica o secretário da Saúde.

O projeto

O projeto nasceu de amplo estudo elaborado em conjunto pela equipe da Divisão de Planejamento da Secretaria da Saúde e outros setores, que acompanharam, reuniram e elaboraram um retrato da situação dos atendimentos na saúde pública de Ribeirão Preto ao longo de 2017. O estudo está sendo utilizado como base na busca de soluções para o problema e na implantação de um novo modelo de gestão.

O trabalho mostra o aproveitamento e falhas das agendas de consultas médicas em clínica geral e especialidades como ginecologia, obstetrícia, pediatria, odontologia, entre outras, oferecidas pela rede municipal, comparando dados, evolução, produtividade ideal e os principais problemas que afetam o bom funcionamento do sistema, como absenteísmo, sistema de agendamento e falhas de gerenciamento.

De acordo com Sandro Scarpelini, quando há algum tipo de enquete, pesquisa, o maior problema encontrado para a população é a saúde. “Se avaliarmos, em Ribeirão Preto os indicadores são positivos, mesmo com todas as dificuldades que enfrentamos”.

O Indsat (Indicadores de Satisfação dos Serviços Públicos), que mede os indicadores de satisfação da população dos dez maiores municípios do Estado de São Paulo, coloca Ribeirão Preto com a melhor avaliação em saúde pública, nos últimos três semestres, segundo os usuários.

 



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Mais Ribeirão Preto.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.