Segunda-Feira, 24 de Janeiro de 2022

19/2/2013 - Ribeirão Preto - SP

Prefeitura faz acordo com Ferrovia Centro Atlântica para limpeza de trecho da ferrovia no Ipiranga




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Ribeirão Preto

Além da limpeza, alguns trechos serão fechados pela empresa, que demarcará alguns “bolsões” para que a população possa deixar o material reciclável

 A Prefeitura de Ribeirão Preto e a Ferrovia Centro Atlântica (FCA) acertaram na tarde desta segunda-feira, dia 18, um acordo para limpeza e manutenção do trecho que pertence à empresa e que corta a cidade, principalmente no bairro do Ipiranga. O engenheiro Claudio Lemos e o fiscal da FCA, Alex dos Santos, foram recebidos pelo secretário de Governo, Jamil Albuquerque, atendendo pedido do vereador Evaldo dos Santos, o Giló.

Na oportunidade ficou acertado que a FCA enviará uma equipe, a partir de quarta-feira, dia 20, que fará a limpeza e manutenção do trecho, já que alguns pontos estão sendo utilizados como descarte de lixo por moradores. Esses trechos serão fechados pela empresa, que ainda demarcará alguns “bolsões” para que a população possa deixar o material reutilizável, como plástico, vidro, papel e papelão.

“A proposta da FCA é trabalhar com a conscientização dos moradores para que deixem de jogar lixo na extensão da ferrovia”, comentou Jamil. Para ele, esse trecho desativado da ferrovia é um sério problema e precisa de uma atenção especial.“Nosso objetivo é evitar que moradores daquelas imediações corram riscos de contrair doenças graves, sem contar que estaremos minimizando a possibilidade de entupimento de bueiros e bocas de lobo, reduzindo assim problemas com  alagamentos”.

Claudio Lemos destaca ainda outras consequências que esse acúmulo de lixo pode trazer à saúde das pessoas. Diz que os recipientes descartados ilegalmente pelos moradores, como garrafas, latas, pratos, pneus, entre outros, formam um ambiente favorável para a proliferação de criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. “O mais grave que a população não percebe é que muitos desses rejeitos acabam se transformando em potenciais transmissores de graves doenças, além de liberarem após algum tempo, gases tóxicos causando doenças respiratórias e cutâneas”.

Os representantes da FCA pedem a colaboração da população para denunciar quem jogar entulho ou lixo nas áreas da ferrovia ligando para a Polícia Militar, 190, para a Guarda Municipal, 199, ou para o “Alô Ferrovias” 0800.285.7000.

 



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Mais Ribeirão Preto.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2022, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.