Terça-Feira, 26 de Outubro de 2021

14/1/2013 - Ribeirão Preto - SP

Prefeitura de Ribeirão Preto coordena ações integradas de combate à dengue




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Ribeirão Preto

A Prefeitura de Ribeirão Preto agendou para a próxima segunda-feira, dia 14, diversas ações de combate à dengue, desta vez na região do bairro Cândido Portinari. A concentração das equipes será na rotatória central do bairro, a partir das 8h e o trabalho será encerrado às 16h. “É uma ação que envolve a Secretaria da Saúde, por meio dos agentes de controle de vetores, agentes comunitários da saúde e Vigilância Sanitária em conjunto com a Coordenadoria de Limpeza Urbana, Infraestrutura e Fiscalização Geral”, informou Maria Luiza da Silveira Santa Maria, diretora do Departamento em Vigilância em Saúde e Planejamento da Secretaria da Saúde.

Segundo o secretário da Saúde, Stenio Miranda, durante todo o dia serão realizadas atividades como retirada de material inservível, eliminação de criadouros, limpeza de bocas de lobo e das vias públicas, orientação à população e outras medidas de importância para o controle do ambiental.

Outras ações desse porte serão realizadas nos diferentes bairros da cidade nas próximas semanas. “O controle da dengue e a proteção da cidade contra essa doença é dever do poder público e responsabilidade de cada um de nós, moradores de Ribeirão Preto”, ressalta o secretário.

Stenio Miranda explicou que a intensificação das ações neste mês de janeiro, para combate ao Aedes aegypti, mosquito transmissor do vírus da dengue, se justifica porque é nesta época do ano que se acentuam os fatores ambientais e climáticos que favorecem a reprodução do mosquito e, em consequência, potencializam a circulação do vírus.

O método mais eficiente para controle da transmissão, estabelecido com base em evidências científicas, segundo o secretário, é o de intervenção ambiental, com eliminação de condições que propiciem a deposição e eclosão de ovos do Aedes Aegypti, os chamados criadouros, 80% dos quais são encontrados no interior dos domicílios. “A pulverização das ruas e residências com droga de combate ao Aedes está indicada apenas após a eliminação dos criadouros, pois ela não apresenta resultados contra os ovos, nem contra as formas larvares. Espalhar o veneno no ambiente sem sua preparação prévia, com eliminação de pelo menos 85% dos criadouros, pode provocar efeito contrário ao controle desejado”, ressalta o médico.

Levantamentos realizados em Ribeirão Preto indicam que os principais criadouros encontrados nos domicílios são vasos de plantas com água acumulada, calhas, ralos, objetos deixados ao ar livre e expostos à chuva. É necessário um esforço de cada munícipe, de cada família, para que mantenham suas casas livres dessas armadilhas.

No atual momento, a circulação do vírus em Ribeirão Preto está sob controle”, afirma o secretário. Segundo ele, todas as pessoas que apresentam diagnóstico confirmado para dengue recebem visita de equipe da Divisão de Controle de Vetores, para verificação e eliminação de criadouros na residência e em seu entorno, seguindo-se a aplicação do veneno. “Nossas equipes trabalham, portanto, preventivamente, para conter a transmissão”, finaliza.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Mais Ribeirão Preto.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2021, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.