Quarta-Feira, 20 de Junho de 2018

13/3/2018 - Ribeirão Preto - SP

Prefeito assina termo de adesão ao programa Internet para Todos




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Ribeirão Preto

Evento aconteceu em Brasília; prefeito apresentou 11 pontos de Ribeirão Preto para receber sinal de internet 

No início da tarde desta segunda-feira, dia 12 de março, o prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira, participou do evento que reuniu autoridades com o presidente Michel Temer, o governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, e diversos outros membros do governo, além de governadores e cerca de 2,3 mil prefeitos.

Na oportunidade, o chefe do Executivo de Ribeirão Preto assinou o termo de adesão ao programa “Internet para Todos” que pretende levar a conexão banda larga de alta velocidade a todas as localidades do país, por meio do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC).

“Das nossas 93 cidades da área expandida da Região Metropolitana de Ribeirão Preto, 85% irão participar do projeto”, disse Nogueira.

De acordo com Duarte Nogueira, a prefeitura realizou um estudo, por meio da Companhia de Desenvolvimento Econômico (Coderp), para levantar os principais pontos que têm a necessidade de acesso à internet. Os 11 pontos apresentados foram, a EMEI Teresa Hendrica Antonissen no Jardim Aeroporto, Distrito Empresarial, Supera Parque, UBS Carlos Chagas na Vila Abranches,  EMEF Salvador Marturano no Jardim Morumbi, Escola Municipal Eduardo Romualdo de Souza na Vila Virgínia, UBS Professor Zeferino no Quintino Facci II, Escola Municipal José Bonifácio Coutinho Nogueira no bairro  Orestes Lopes de Camargo, na EMEF Geralda de Souza no Florestan Fernandes, na EMEF Professor Waldemar Roberto no Jardim Palocci e na EMEI Professor Elza Guazzelli da Costa no Avelino Palma.

Estrutura

As conexões do programa Internet para Todos são feitas por meio do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), que recebeu R$ 3 bilhões em investimentos do governo federal, que está em órbita desde maio de 2017 e tem previsão de 18 anos de vida útil.

Primeiro satélite geoestacionário brasileiro de uso civil e militar, o equipamento possibilita convênios com as prefeituras para acesso à internet, monitoramento das fronteiras pelo Ministério da Defesa e banda larga em escolas públicas e hospitais.

Já no mês de maio, será iniciada a implantação das primeiras antenas. A capacidade de implantação de antenas por todo o Brasil é estimada, nesse início, em 200 antenas por dia e depois será ampliada. O Internet para Todos não oferecerá conexão gratuita ao cidadão, mas a preços reduzidos.

 



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Mais Ribeirão Preto.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.