Sábado, 16 de Novembro de 2019

30/10/2019 - Ribeirão Preto - SP

Daerp economiza R$ 1,3 milhão por ano em energia elétrica




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Ribeirão Preto

Com o Programa de Gestão, Controle e Redução de Perdas de Água e Eficiência Energética, desenvolvido pelo Daerp, foi possível reduzir o consumo de energia em R$ 1,3 milhão por ano, por meio do plano de redução de consumo de Energia Reativa, implantado pelo setor de elétrica.

A Energia Reativa é a parcela de eletricidade que estabelece e sustenta os campos elétricos e magnéticos de equipamentos de corrente alternada. A potência reativa deve ser fornecida para a maioria dos tipos de equipamentos magnéticos, como motores e transformadores.


Segundo o engenheiro eletricista Laércio Pereira Cardoso, a CPFL cobra multa das empresas pela utilização de energia reativa (com fator de potência dos equipamentos igual ou maior do que 0,92), que pode ser fornecida aos equipamentos também através de capacitores, sem utilização desta energia na rede.

O Daerp pagou, em janeiro de 2017, R$ 150 mil de multa à CPFL pelo uso desta energia. Com o plano de redução de consumo de reativo, o valor caiu para R$ 40 mil em setembro de 2019, o que gerou uma economia de R$ 1,3 milhão por ano nos gastos com energia elétrica.


A queda nos valores de multa pagos pelo Daerp foi possível, segundo Laércio Pereira Cardoso, após a instalação de novos capacitores e inversores de frequência, a substituição de painéis obsoletos por novos, além da manutenção em todas as unidades para melhorar a utilização dos equipamentos e reduzir as perdas. A expectativa é que com a instalação de novos equipamentos seja possível reduzir o valor de multa de reativo para menos de R$ 10 mil por mês. 

Investimentos
Somente em 2019, o Daerp investiu R$ 920 mil para melhorar a eficiência energética. Foram investidos R$ 325 mil na compra de sete novos painéis que serão instalados em unidades com equipamentos antigos, além do investimento de R$ 595 mil na aquisição de 21 motores de alta eficiência energética, que deverão estar instalados até o final deste ano.


Os investimentos permitirão a ampliação da economia de energia elétrica em até R$ 2,4 milhões por ano, já a partir de 2020.
 



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Mais Ribeirão Preto.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.