Quarta-Feira, 16 de Outubro de 2019

7/10/2019 - Ribeirão Preto - SP

Daerp conclui tamponamento de 81 poços desativados em Ribeirão Preto




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Ribeirão

Trabalhos foram iniciados em 2017 e realizados pelos próprios servidores da autarquia, cumprindo acordo com o MP

O Daerp concluiu no final de setembro o tamponamento de todos os 81 poços que estavam desativados, alguns há mais de 20 anos. O tamponamento destes poços cumpre um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) assinado pela autarquia em 2014 e que até o início de 2017 não tinha sido cumprido. O Daerp também conseguiu, pela primeira vez na história, a outorga de funcionamento dos 116 poços que abastecem o município.

 O geólogo do Daerp, Edson Akira Simabukuro, lembra que até o início de 2017 não tinha sido feito nenhum tamponamento. Havia, na época, uma licitação aberta para a contratação de uma empresa com orçamento de R$ 650 mil para o tamponamento de 77 poços que estavam desativados. A licitação foi suspensa e o trabalho foi executado pelos próprios servidores do Daerp, a um custo estimado de R$ 150 mil para o tamponamento de todos os poços. Uma economia de R$ 400 mil na realização do serviço.

Além dos 77 poços registrados no acordo com o Ministério Público, foram adicionados outros quatro poços que foram desativados neste período. Ao todo, o Daerp realizou o tamponamento de 81 poços antigos desativados. “Este trabalho desenvolvido pelo Daerp mostra que estamos realizando uma administração ambientalmente responsável”, afirmou Simabukuro.

O geólogo lembra, ainda, que o tamponamento adequado dos poços elimina o risco de possíveis contaminações ao aquífero Guarani.

 

Tamponamento

 

Antes de fazer o tamponamento definitivo, e para evitar possíveis contaminações, é feita a desinfecção do poço e do material que está sendo usado. Para isso, antes de iniciar o trabalho é jogado cloro no antigo poço e só depois os funcionários iniciam o processo de tamponamento, que é feito com uma camada de concreto de 20 metros de profundidade, evitando que qualquer material possa entrar no poço desativado. “Com estes cuidados fica eliminado qualquer risco de contaminação do aquífero Guarani e o fechamento do poço é totalmente seguro”, garante o geólogo Edson Akira Simabukuro.

 

Outorga dos poços

 

Além do tamponamento de todos os poços desativados, pela primeira vez na sua história o Daerp está com a outorga (autorização de perfuração e exploração) dos 116 poços regularizada junto ao DAEE (Departamento de Água e Energia Elétrica). “O Daerp nunca esteve com toda a sua documentação em dia como agora, isto é um grande avanço e uma segurança para a captação adequada no aquífero Guarani”.

 



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Mais Ribeirão Preto.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.