Domingo, 5 de Dezembro de 2021

Mais lidas da semana

5/9/2012 - Ribeirão Preto - SP

Coordenador do Ministério da Saúde está em RP onde participa do I Encontro de Atenção Domiciliar




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Ribeirão Preto

Uma equipe do SAD esteve nesta terça-feira, dia 4, na residência do senhor Jesus Menezes, de 80 anos, que é diabético e hipertenso, para trocar o curativo, acompanhada pelo médico Aristides Vitorino de Oliveira Neto, coordenador nacional da Atenção Domiciliar do Ministério da Saúde. Ele esteve em Ribeirão Preto para participar I Encontro de Atenção Domiciliar das IES (Instituições de Ensino Superior), que termina nesta quarta-feira, na Unaerp.

A visita à casa do senhor Aristides ocorreu por causa de uma cirurgia realizada em seu pé (e que quase levou à amputação), desde então passou a receber os atendimentos da equipe do SAD – Serviço de Atenção Domiciliar da Secretaria da Saúde. “Hoje ele está muito bem de saúde. Não só a ferida está quase cicatrizada, como ele engordou e ficou mais forte”, afirma sua esposa Nilce Gomes Menezes.

O coordenador disse que a assistência domiciliar passou a ser tema de discussão nos municípios brasileiros onde ela não existia, após a implantação do Programa Melhor em Casa, lançado no final do ano passado pelo Ministério da Saúde. “É um trabalho que dá resultado efetivo e tira o paciente das portas das unidades de urgência e emergência e dos leitos hospitalares, que passam a ser ocupados por quem realmente necessita”, explicou.

Aristides Neto lembrou a importante participação do município de Ribeirão Preto, tanto na implantação no Serviço há mais de 15 anos, como na elaboração dos cadernos que foram confeccionados pelo Ministério da Saúde. “Esses cadernos, destinados aos gestores da saúde, abordam vários temas como atendimentos médico, de enfermagem, fisioterapia, e até sobre a morte em domicílio. E a experiência de Ribeirão Preto nesses 15 anos foi de fundamental importância”, acrescentou.

SAD – O Serviço de Atenção Domiciliar da Secretaria da Saúde tem uma equipe cadastrada no programa Melhor em Casa que é composta por dois médicos, um fisioterapeuta, uma enfermeira e quatro auxiliares. “A Prefeitura sempre assumiu sozinha os custos deste serviço. Com a entrada de recursos do Governo Federal, estamos investindo para melhorar ainda mais o nosso atendimento”, afirmou a coordenadora Emilia Chayamiti.

Em Ribeirão Preto, o SAD realiza anualmente cerca de 12 mil visitas a cerca de 2 mil pacientes. “São pessoas que não conseguem chegar às Unidades Básicas de Saúde por problemas de locomoção, como sequelas de AVC (Acidente Vascular Cerebral), deficientes físicos debilitados e  idosos que estão acamados por tempo indeterminado”, explica Emília.

 



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Mais Ribeirão Preto.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2021, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.