Quarta-Feira, 3 de Junho de 2020

13/5/2020 - Ribeirão Preto - SP

Com aumento na capacidade de testagem, números da COVID-19 crescem em Ribeirão Preto




 

Pacientes com sintomas leves de síndrome gripal também estão sendo testados nos postos de saúde

Fotos: Alexandre de Azevedo

 

O prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira, divulgou em entrevista coletiva na tarde desta terça-feira, 12 de maio, o último boletim epidemiológico da cidade, que registrou 409 casos de COVID-19 e dez óbitos pela doença, o que corresponde a uma taxa de letalidade de 2,5%, com 1,3 mortes para cada 100 mil habitantes.


O aumento do número de casos confirmados, segundo o secretário da Saúde, Sandro Scarpelini, é justificado pelo aumento na capacidade de testagem do município, sendo que até os pacientes com sintomas leves de síndrome gripal estão sendo testados nos postos de saúde.

 


O prefeito também falou obre a primeira reunião do Comitê Municipalista de Transição e Retomada, realizada na segunda-feira (11), com a presença do governador João Doria, do vice-governador Rodrigo Garcia, de dez secretários de Estado, incluindo o da Saúde, José Henrique Germann, e de Dimas Covas, presidente do Instituto Butatan e do Hemocentro de Ribeirão Preto, que assumiu temporariamente a coordenação do Comitê Técnico de Contingenciamento Estadual.


“O resumo que trago dessa reunião é que as condicionantes para a retomada das atividades nas cidades paulistas serão a redução do número de casos positivos de COVID-19 de uma quinzena em relação à quinzena anterior e ocupação de, no máximo, 40% das vagas de UTI”, informou o chefe do Executivo.

 


“Foi uma reunião bastante extensa, os prefeitos fizeram suas colocações, e apresentei como sugestão ao governo estadual que os técnicos possam calcular a taxa de reprodução da doença em São Paulo, ou o R0, que seria a capacidade de transmissão da COVID-19, para balizarmos a tomada de decisões em informações técnicas”, complementou.


Como não há vacina, não há remédio, a população ainda não tem imunidade de rebanho ou imunidade individual contra o novo coronavírus, a única saída apontada para o momento, segundo Nogueira, é cumprir os protocolos sanitários e fazer uso ostensivo de máscaras para enfrentar a nova realidade que virá pelos próximos meses.

 



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Mais Ribeirão Preto.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2020, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.