Sábado, 16 de Outubro de 2021

Mais lidas da semana

26/11/2012 - Ribeirão Preto - SP

Atores e produtores culturais aplaudem o 3º Festival Nacional de Teatro de Ribeirão Preto




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Ribeirão Preto

O cenário cultural da cidade vem ganhando espaço nos últimos três anos. Uma das grandes mudanças é a realização do evento que reúne uma gama de artistas locais, regionais e até nacionais com um único objetivo: celebrar a arte. 

A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Cultura em parceria com o Movimento Teatreiros de Ribeirão Preto, patrocínio da Vivo, por meio do Programa Cultural Vivo EnCena e Centro Universitário Moura Lacerda, contou com o apoio integral e importante dos artistas locais que colaboraram integralmente para realização do evento.

O ator e diretor Flávio Racy, que integra o Movimento Teatreiros, acredita que a cada ano o evento fica melhor e cumpre seu objetivo. “Estamos aprendendo mais sobre como fazer um festival que não seja apenas um caminho de exibição de peças teatrais, mas, principalmente, cumpra realmente o papel de promover a festa do teatro em Ribeirão Preto”.

De acordo com Racy, este ano com o maior envolvimento dos grupos e artistas acrescentou nos resultados da concepção do festival. “Ganhamos em articulação e aproximação por meio da realização da primeira Mostra Panorama 016, que acima de tudo integrou os grupos. Ganhamos oportunidades de olhares diferenciados sobre o fazer teatral nos espetáculos de outras cidades e nos debates realizados. Ganhamos futuro com a participação cada vez maior e mais espontânea do público ribeirão-pretano”.

O público presente nos debates, workshops e espetáculos elogiaram o evento. Tamires Justino da Silva, aluna de teatro no Ribeirão em Cena, participou do workshop com o cantor e pianista Claudio Goldman, no Teatro Municipal. “Gostei muito, principalmente saber mais sobre a voz dos cantores líricos e como é tão importante saber se ouvir e respirar corretamente”, disse.

A professora Taís Bernardo, da Escola Municipal Dom Luiz do Amaral Mousinho, cerca de 140 alunos, para o Theatro Pedro II, para assistirem o espetáculo “O Homem, A Besta e A Virtude”. “Eles adoraram! Vão percebendo que podem ter novos conhecimentos e novas emoções e que o teatro, a arte ajudam a abrir a mente, geram crescimento. E eles já estão querendo voltar para assistirem a outros espetáculos”, ressalta a professora.

Fabrício Goto, corretor de imóveis e estudante de teatro, elogiou a realização do Festival. “É um evento muito importante e agora, nacional, ficou melhor. Conhecemos a produção de outras cidades, possibilitando boa troca de experiências com os artistas de Ribeirão. Fiz a Oficina do Jesser de Souza, no Sesc, e foi excelente, aprendi muito”.

A estudante de Administração de Empresas, Gabriela Izidoro, avaliou o festival como “fantástico”.  Ela adora teatro e está sempre de olho na agenda cultural da cidade. “Ter 18 dias para ir ao teatro, de graça e com ótimas opções, é muito bom. A troca de experiências que o festival possibilita entre a produção de Ribeirão e as de outras cidades é muito positiva”.

O profissional liberal André Luiz Bissoli assistiu a algumas apresentações e diz gostar muito de ir ao teatro. “Esse Festival é muito importante e pode até ajudar para que as pessoas criem o bom hábito de irem ao teatro. Percebo que Ribeirão Preto, já há alguns anos, tem sido uma cidade muito diferenciada na área cultural, acho que, atualmente, estamos muito bem servidos culturalmente”, ressalta André.




Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Mais Ribeirão Preto.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2021, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.