Terça-Feira, 26 de Outubro de 2021

15/1/2013 - Ribeirão Preto - SP

Ações integradas de combate à dengue continuam no bairro Cândido Portinari




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Ribeirão Preto

O trabalho de limpeza e prevenção à dengue, desenvolvido pela Prefeitura de Ribeirão Preto na região do bairro Cândido Portinari, continuar nesta terça-feira, dia 15. “Se o tempo colaborar finalizamos, mas se chover terminaremos na quarta-feira”, afirmou Maria Lúcia Biagini, chefe da Divisão de Controle de Vetores da Secretaria da Saúde. Só depois que o trabalho for concluído é que será emitido um balanço total.

As atividades tiveram início nesta segunda-feira, dia 14, com a concentração das equipes na rotatória central do bairro. “Esta é uma ação que envolve a Secretaria da Saúde, por meio dos agentes de controle de vetores, agentes comunitários da saúde e Vigilância Sanitária, em conjunto com a Coordenadoria de Limpeza Urbana, Infraestrutura e Fiscalização Geral”, informou Maria Luiza da Silveira Santa Maria, diretora do Departamento em Vigilância em Saúde e Planejamento da Secretaria da Saúde.

Segundo o secretário da Saúde, Stenio Miranda, durante essa ação estão sendo recolhidos materiais inservíveis, eliminando criadouros, fazendo limpeza de bocas de lobo e das vias públicas, orientando a população e outras medidas de importância para o controle do ambiental.

Outras ações desse porte serão realizadas nos diferentes bairros da cidade nas próximas semanas. “O controle da dengue e a proteção da cidade contra essa doença é dever do poder público e responsabilidade de cada um de nós, moradores de Ribeirão Preto”, ressalta o secretário.

A intensificação das ações neste mês de janeiro se justifica porque é nesta época do ano que se acentuam os fatores ambientais e climáticos que favorecem a reprodução do mosquito e, em consequência, potencializam a circulação do vírus.

O método mais eficiente para controle da transmissão, estabelecido com base em evidências científicas, segundo o secretário, é o de intervenção ambiental, com eliminação de condições que propiciem a deposição e eclosão de ovos do Aedes Aegypti, os chamados criadouros, 80% dos quais são encontrados no interior dos domicílios.

Levantamentos realizados em Ribeirão Preto indicam que os principais criadouros encontrados nos domicílios são vasos de plantas com água acumulada, calhas, ralos, objetos deixados ao ar livre e expostos à chuva. É necessário o esforço de cada munícipe, de cada família, para que mantenham suas casas livres dessas armadilhas.

No atual momento, a circulação do vírus em Ribeirão Preto está sob controle”, afirma o secretário Miranda. Segundo ele, todas as pessoas que apresentam diagnóstico confirmado para dengue recebem visita de equipe da Divisão de Controle de Vetores, para verificação e eliminação de criadouros na residência e em seu entorno, seguindo-se a aplicação do veneno. “Nossas equipes trabalham, portanto, preventivamente, para conter a transmissão”, finaliza.

 



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Mais Ribeirão Preto.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2021, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.