Terça-Feira, 18 de Junho de 2019

9/11/2018 - Ribeirão Preto - SP

Abastecimento de água de Ribeirão Preto obtém o maior índice de satisfação já registrado




da assessoria de imprensa da Prefeitura de Ribeirão Preto

Qualidade da água também chega ao melhor índice dos últimos dois anos; pesquisa é do Indsat 

Uma pesquisa da empresa Indsat (Indicadores de Satisfação dos Serviços Públicos) mostra que o índice de satisfação com o abastecimento de água de Ribeirão Preto aumentou 11 pontos no ranking no terceiro trimestre deste ano, em comparação com o trimestre anterior, passando de 741 para 752 pontos, o maior índice já atingido desde o início do levantamento, no quarto trimestre de 2016.

No caso de Ribeirão Preto, em 11 serviços pesquisados, a qualidade da água obteve índice 785, a coleta de lixo ficou com 776, iluminação pública com 721 e transporte público com 596, sendo os cinco serviços melhor avaliados.

Nos últimos dois anos, a qualidade da água da cidade tem índice melhor que a média dos dez maiores municípios do Estado que integram a pesquisa. Chega a 785 contra a média de 716.

Desde o início do ano passado, o abastecimento de água recebe pontuações superiores a 700, o que aponta alto grau de satisfação. Durante a primeira metade do ano passado, o índice variou entre 724 pontos e 706 pontos. O Abastecimento de Água fechou 2017 com 711 pontos.

No início de 2018, o índice de satisfação chegou a 751 pontos. O número caiu para 741 pontos no 2º trimestre, mas voltou a crescer neste 3º trimestre, para 752. O alto grau de satisfação é atribuído aos segmentos que registram entre 650 e 799 pontos.

A Indsat possui uma metodologia de classificação baseada nos critérios de “ótimo”, “bom”, “regular”, “ruim” e “péssimo” para calcular o grau de satisfação dos serviços públicos. Foram entrevistados 400 moradores em Ribeirão Preto.

Do total, 81% disseram que o abastecimento é “ótimo” ou “bom”, 12% responderam que é “regular” e apenas 7% classificaram o serviço como “ruim” ou “péssimo”.

Reconhecimento
Para o superintendente do Daerp, Afonso Reis Duarte, este é um reconhecimento importante por parte dos ribeirão-pretanos que participaram da pesquisa. “Essa é a demonstração de que os nossos servidores têm comprometimento e dedicação para melhorar a cada dia a nossa prestação de serviços. Com estes trabalhadores dedicados vamos mudar a cara do saneamento de Ribeirão Preto”, diz Afonso.

Índices de aprovação
A ideia da Indsat nasceu em julho de 2013, em meio às manifestações realizadas em todo o Brasil e que reduziram drasticamente os índices de aprovação dos prefeitos da época.

“Em 30 dias, vimos índices de satisfação de prefeitos caírem de 60% para 30%. Vimos os índices de satisfação com a Educação de determinado município que era de 70%, afinal o aluno tinha aula e merenda, despencarem para 20% porque agora com esse novo olhar, ter aula e merenda já não eram suficientes para uma avaliação positiva. Se fazia necessário algo mais”, aponta a empresa.

“E é justamente com o propósito de oferecer uma ferramenta, para que esse algo mais possa ser uma realidade, que nasceu a Indsat, que tem como objetivo gerar conteúdos e informações sobre os principais serviços e agentes públicos dos municípios, tendo como base pesquisas de opinião, realizadas com o alto rigor metodológico exigido pelo mercado”, registra a Indsat.

Pontuação
A Indsat classifica os serviços por meio de pontuação. O índice de 350 pontos significa baixíssimo grau de satisfação; entre 350 e 499 pontos, baixo grau de satisfação; entre 500 e 649 pontos, grau médio de satisfação; entre 650 e 799 pontos, alto grau de satisfação; igual ou maior que 800 pontos, grau de excelência.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Mais Ribeirão Preto.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.